Arquitetura de Soluções

por Waldemir Cambiucci

.NET Framework 4 – Recursos para uma plataforma de aplicações

Olá pessoal, tudo certo?

Ainda falando sobre .NET Framework 4, podemos contextualizar os recursos do .NET 4 como um substrato para aplicações numa plataforma. Essa visão foi bem comentada pelo arquiteto David Chappell, em uma de suas sessões aqui no Brasil, na semana passada.

Aproveitando um de seus desenhos, veja o que Mr. Chappell destaca como principais componentes de uma plataforma de aplicações:

image

No desenho abaixo, vemos que uma aplicação exige um suporte local, que é oferecido para um sistema operacional específico. Suporte local e S.O formam o fundamento para execução de nossa aplicação. Ao mesmo tempo, precisamos de uma ferramenta de desenvolvimento que seja compatível e que aproveite os recursos do suporte local, para a construção de nossas aplicações.

Nossa aplicação pode ainda usar recursos da infraestrutura local, como armazenamento, integração, identidades, controle de acesso, segurança, etc, essenciais para a integração com demais sistemas do ambiente local. Finalmente, nossa aplicação também pode oferecer serviços para usuários e outros sistemas, que irão consumir as funcionalidades implementadas para uma determinada necessidade de negócio.

O desenho acima é bem ilustrativo e representa muito bem os principais componentes de uma plataforma de aplicações. Contextualizando o desenho para a plataforma Microsoft, veja algumas peças no desenho abaixo:

image

O que fiz no desenho acima foi colocar alguns dos representantes da plataforma Microsoft nos principais componentes de plataforma de aplicações. Assim, vemos o Windows 7, Windows Server 2008, IIS, AppFabric e .NET 4.0 como parte do fundamento de uma aplicação. Ao mesmo tempo, Visual Studio é a ferramenta para desenvolvimento na plataforma Microsoft. Nossas aplicações podem consumir serviços de infraestrutura e recursos como armazenamento em SQL Server, integração como BizTalk Server, barramento de serviços, identidade, autenticação e autorização com AD, ADFS v2., etc. Finalmente, podemos exportar funcionalidades para usuários consumidores através de Web Services, serviços WCF, páginas ASP.NET, PHP, etc.

Com essa visão, o .NET Framework 4 aparece como parte de uma plataforma completa, oferecendo recursos para a construção de aplicações Web, Desktop, Mobile, Enterprise e para a Nuvem.

Para cada cenário de aplicação, um determinado conjunto de recursos do .NET 4 será usado, assim como uma arquitetura de referência mais adequada. Para conhecer as principais arquiteturas de referência presentes na plataforma Microsoft, não deixe de conferir o Application Archicteture Guide 2.0, a seguir:

Application Architect Guide 2.0
Ref.:
http://apparchguide.codeplex.com/

Ainda, durante a construção de nossa aplicação podemos aproveitar alguns blocos de aplicações prontos, como caching, tratamento de exceção, validação, configuração, etc, que estão presentes na versão 5.0 da Enterprise Library, a seguir:

patterns & practices – Enterprise Library
Ref.:
http://entlib.codeplex.com/

Microsoft Enterprise Library 5.0 – April 2010
Ref.:
http://www.microsoft.com/downloads/details.aspx?FamilyId=bcb166f7-dd16-448b-a152-9845760d9b4c&displaylang=en#filelist

E para conhecer um pouco mais dos principais recursos do .NET 4, confira o Training Kit, a seguir:

Visual Studio 2010 and .NET Framework 4 Training Kit – April 2010
Ref.:
http://www.microsoft.com/downloads/details.aspx?FamilyID=752CB725-969B-4732-A383-ED5740F02E93&displaylang=en

Por enquanto é só! Até o próximo post 🙂

Waldemir.