Arquitetura de Soluções

por Waldemir Cambiucci

patterns & practices Web Client Developer Guidance

Olá pessoal, tudo certo?


No início do mês de março tivemos o lançamento de um projeto importante, para desenvolvedores e arquitetos Web. Foi o lançamento do Web Client Developer Guidance, veja:


patterns & practices Web Client Developer Guidance


patterns & practices Web Client Developer Guidance (mar/2010)
Ref.: http://www.codeplex.com/webclientguidance


O Web Client Developer Guidance é composto de dois projetos:



  • Web Client Software Factory: esta fábrica de software foi lançada em 2008 e ajudou algumas empresas para a construção de projetos Web, via um processo baseado em geração de código. Como você sabe, uma fábrica de software implementa um processo automatizado de geração de código, através do uso de templates, exemplos de código, wizards de customização, além de outros componentes conhecidos como artefatos de uma software factory. Em breve, teremos uma atualização dessa fábrica de software para o novo Visual Studio 2010.

  • Para o Visual Studio 2008, veja o pacote de instalação da Web Client Software Factory, no link abaixo:
Web Client Software Factory – February 2008
Ref.: http://www.microsoft.com/downloads/details.aspx?FamilyId=47755838-049B-4291-AFEA-A379AE28D7B3&displaylang=en




  • Web Client Developer Guidance: esse projeto está atualmente em desenvolvimento e deve oferecer uma série de guias e bibliotecas para a construção de clientes Web. Entre as bibliotecas usadas teremos ASP.NET, AJAX Library, MVC 2, entre outras.

  • Para acompanhar o andamento deste projeto, veja o link abaixo:

patterns & practices Web Client Developer Guidance
Ref.: http://webclientguidance.codeplex.com/wikipage?title=Web%20Client%20Software%20Factory&referringTitle=Home


São projetos interessantes e indicam um belo retorno dos modelos de produtividade baseados em guias de automação e fábricas de software também para o Visual Studio 2010, que tem lançamento previsto para 12 de abril próximo.


Já participei de projetos onde o uso dessas ferramentas ofereceu uma excelente produtividade, liberando os desenvolvedores de tarefas repetitivas ou muito básicas. Seja para projetos com metodologias ágeis ou tradicionais de desenvolvimento de software, recomendo a avaliação de ferramentas como guias de automação e fábricas de software para a automação de tarefas repetitivas do projeto.


Para relembrar alguns posts sobre guias de automação e fábricas de software, confira aqui.


Por enquanto é só! Até o próximo post 🙂


Waldemir.