Bindings no WCF – Tabela comparativa de recursos.


Olá pessoal, tudo certo?


E o assunto WCF continua. Como já foi comentado, o WCF é um framework de grandes recursos, extensível, multi-protocolo, multi-host, orientado a mensagem e que permite uma configuração on-the-fly.


Porém, devido essa oferta de recursos, muitas decisões sobre a forma de conexão entre sistemas é de responsabilidade do arquiteto ou desenvolvedor, o que exige um maior estudo sobre as alternativas presentes no framework. E nesse aspecto, a configuração do binding do endpoint exige especial atenção.


A tabela a seguir apresenta um mapa sobre os vários tipos de bindings disponíveis no WCF:




























































Nome da Classe
Binding

 


Transporte

 


Encoding de msg

 


Versão de msg

 


Modo de Segurança

 


RM

 



 


BasicHttpBinding

 


HTTP


 


Text


 


SOAP 1.1


 


None


 


X


 


 


WSHttpBinding

 


HTTP


 


Text


 


SOAP 1.2
WS-A 1.0


 


Message


 


Disabled


 


 


NetTcpBinding

 


TCP


 


Binary


 


SOAP 1.2


 


Transport


 


Disabled


 


 


NetNamedPipesBinding

 


Named Pipes


 


Binary


 


SOAP 1.2


 


Transport


 


X


 


 


NetMsmqBinding

 


MSMQ


 


Binary


 


SOAP 1.2


 


Message


 


X


 


 


CustomBinding

 


Você
decide


 


Você decide


 


Você decide


 


Você decide


 


Você decide


 


 


Legenda:
 X = Não suportado, WS-A = WS-Addressing, WS-AT = WS-AtomicTransactions.



Assim, temos acima as características principais dos bindings BasicHttpBinding, WSHttpBinding, NetTcpBinding, NetNamedPipesBinding, NetMsmqBinding e CustomBinding, disponíveis no pacote do WCF. Note que através do CustomBinding é possível selecionar as funcionalidades específicas para Transporte, Encoder, Segurança, Reliability (RM) e Protocolo.


A partir do livro “Programming WCF Services” do autor Juval Lowy, editora O’ReIlly (o livro do peixinho), temos uma árvore de decisão que ajuda muito na escolha do tipo de Binding mais aplicado para uma solução, veja:



image


Ref.: Programming WCF Services, Juval Lowy, editora O’Reilly – ISBN: 0596526997




Ainda, existe um artigo muito importante sobre customização e detalhamento de bindings, escrito por Aaron Skonnard, confira a seguir:
 



WCF Bindings in Depth
http://msdn.microsoft.com/msdnmag/issues/07/07/ServiceStation/


Num próximo post, vamos continuar o assunto, comentando alguns aspectos no processo de customização e construção de nossos próprios Bindings no WCF.



E finalmente, um outro assunto: o WCF também pode ser utilizado com o BizTalk Server 2006 R2, através de um novo Adapter.
A partir do BizTalk Server 2006 R2, é possível tratar canais de entrada e saída através do WCF Adapter, o que permite o uso do framework no ambiente de integração e ESB – Enterprise Service Bus – sobre BizTalk.


O link a seguir disponibiliza o download do adapter, para sua avaliação:


WCF Adapters in BizTalk Server 2006 R2
http://www.microsoft.com/downloads/details.aspx?familyid=a976dc7d-2296-4f88-be4d-0d314fca9e59&displaylang=en&tm






Por enquanto é só. Até o próximo post! 🙂


Waldemir.

Comments (0)