Entrevista: Qual é o interesse da Microsoft com o código aberto? – Mercado – COMPUTERWORLD


direto da Computerworld:  

CW - Grandes nomes do mundo open source fazem parte do laboratório de interoperabilidade comandado por você. Como eles ajudaram a Microsoft a ser mais bem vista pela comunidade open source?

SR - A primeira forma pela qual eles ajudaram foi identificar onde tínhamos gaps tecnológicos, quão boa é a integração de Windows e Linux, quão bem roda o PHP no Windows Server. E onde eles encontraram gaps, identificaram que era preciso corrigi-los. Por meio desse processo, eles nos ajudaram na aproximação com as comunidades open source.

Um ótimo exemplo disso é o Samba, um projeto open source muito popular, com alguns dos melhores desenvolvedores da comunidade open source, como Andrew Tridgell, Jeremy Allison, Andrew Bartlett. E trazer Tom Hanrahan, que anteriormente era diretor de engenharia da Linux Foundation, para trabalhar comigo, permitiu que nós colocássemos em prática algumas idéias que tínhamos a respeito de fazer o Samba e o Windows trabalharem melhor juntos.

leia a entrevista: Qual é o interesse da Microsoft com o código aberto? - Mercado - COMPUTERWORLD

Skip to main content