Cenários do Azure e como obter Servidores sem Custos


O uso do Azure no Brasil tem me trazido algumas surpresas.

Se por um lado eu esperava que empresas de desenvolvimento de software (ISV’s – Independent Software Vendor, no jargão americano) fossem seus primeiros usuários, é espantoso ver como Start-Ups têm se destacado no seu uso. Start-Ups estão em pleno desenvolvimento de aplicativos novos e, como o Azure permite crescer de acordo com a demanda sem muito investimento, ele se torna uma plataforma ideal para elas. Faz sentido!

Um segundo cenário onde o interesse do Azure é crescente é o de “hot sites”. Campanhas de marketing têm demanda imprevisível e tanto a rapidez da contratação/implantação, quanto a elasticidade do Azure são ótimas ajudas neste contexto. Se a campanha falhar, o custo foi mínimo. Em caso de um sucesso maior que o previsto, lá está ele para crescer com a demanda.

Um terceiro cenário curioso para mim é o do uso do Azure para testes. Imagine você tendo que desenvolver um clássico ASP.Net (ou PHP) + SQL Server. Ao invés de comprar servidores para testes, você contrata servidores do Azure e levanta o software só quando for testar ou mostrar para o cliente. Simples e barato!

Falando em barato, existem duas opções de contratação para o Azure que podem ser mais bem exploradas por vocês:

  • A contratação da opção Introductory Special que dá gratuitamente o direito a 25hrs de servidor + 1 Gb de SQL Azure/mês + outros (ver neste link). Para mim, é o jeito certo de testar o Azure sem custo, se preparar profissionalmente para uma demanda crescente do mercado e testar seu software.
  • O uso de MSDN Premium que dá, gratuitamente, 750hrs de computação + 10Gb/mês de SQL Azure + outros (ver neste link). Podemos simplesmente rodar todo nosso site/aplicativo de graça com esta oferta! Saíram 3 vídeos no Channel9 falando desta oferta e mostrando um passo a passo para se cadastrar. Aqui estão os links:

https://channel9.msdn.com/Blogs/Abe+Pachikara/MSDN-Azure-Benefits-How-To-1-of-3-6-mins

https://channel9.msdn.com/Blogs/Abe+Pachikara/MSDN-Azure-Benefits-How-To-Part-2-of-3-Opening-an-Account-7-mins

https://channel9.msdn.com/Blogs/Abe+Pachikara/MSDN-Azure-Benefits-How-To-Part-3-of-3-Tips-and-Training-Resources-8-mins

Por fim, tem gente com medo de se cadastrar no Azure por causa da necessidade de registrar o cartão de crédito na inscrição – o que é mais do que compreensível. Para estes, minhas dicas são:

  1. Compreenda bem quando você começa a pagar e o quanto. Existe boa informação no site http://www.azure.com. Uma dica importante: lembre-se de deletar sua instância de computação pois, enquanto a instância estiver alocada (o que significa estar em qualquer um dos estados: iniciando, ocupado, rodando ou suspenso) o taxímetro estará rodando. É importante DELETAR a instância de computação para que o taxímetro pare!
  2. Existe um aplicativo http://greybox.codeplex.com/ que te ajuda avisando se as suas instâncias de computação estão ligadas ou não. Basta colocar no arquivo de config dele o seu SubscriptionID e o Certificate Thumbprint e pronto. Este programa é o que estou usando (eu também quero pagar o mínimo, quando eu pagar). Para criar um certificado use as referência http://geekswithblogs.net/iupdateable/archive/2009/09/22/using-iis-to-generate-a-x509-certificate-for-use-with.aspx e siga as instruções am https://channel9.msdn.com/learn/courses/Azure/Deployment/DeployingApplicationsinWindowsAzure/Exercise-2-Using-PowerShell-to-Manage-Windows-Azure-Applications/ ;

Entenda que o requisito de cartão de crédito é uma medida que resguarda a Microsoft do mau uso dos seus servidores. Com as dicas 1) e 2) acima, nós nos resguardamos da nossa falta de controle.

Abraços

Skip to main content