Workshop sobre Produtividade no Desenvolvimento de Software (final)


Quarta-feira agora terminou nosso Workshop sobre o tema Produtividade de que venho falando há algum tempo.


Tivemos 15 empresas participando e o nosso feedback parece promissor.


Das discussões que nasceram no workshop, creio que as mais interessantes foram:


· A competição na oferta de sérvios de fábrica de software está tornando o risco e os preços impraticáveis. A idéia de mudar para um modelo de venda ativa de serviços com ofertas de software pré-projetados segundo uma linha de produtos é atraente. Quem quiser saber mais obre este tema recomendo o livro Software Factories ou os artigos O caso das fábricas de software e Projete e implemente uma fábrica de softwares no nosso DevCenter de Arquitetura;


· Quando usar um guia de automação ao invés de uma DSL? DSLs são interessantes para a modelagem. Elas armazenam uma estrutura de um domínio para posterior reuso - exemplo: um modelo ER de banco de dados. Guias são interessantes para implementar receitas que rodam uma única vez – exemplo: gerar a estrutura diretórios de um projeto;


· Linguagens genéricas como o UML são freqüentemente usadas para documentação apenas. O uso do MDA sofre riscos análogos ao que causaram o fim das ferramentas Case na década de 90: código gerado grande e ilegível, tornando-nos reféns das ferramentas.


Minhas lições:


· o ferramental disponibilizado pela Microsoft ainda é complexo para um programador médio, mas já parece ser utilizável por desenvolvedores e arquitetos experientes;


· o livro Domain-Specific Language é fundamental para quem quer criar sua linguagem visual e gerar código ou outro artefato.


51PowJFAeAL__AA240_


O Waldemir tem feito muitos blogs sobre o tema e o Carlos Hulot está prometendo reativar o blog dele colocando vídeos e laboratórios. Vamos ver...

Comments (1)
  1. Technorati Tags: DSL , Fábricas de Software Há aproximadamente uns 2 meses eu, Otavio e Waldemir

Comments are closed.

Skip to main content