Prêmio de Interop: Macaw visa estimular ingresso e permanência de alunos no ensino público


O projeto Macaw, da equipe Samba Samba, é um dos finalistas do 1º Prêmio Nacional de Interoperabilidade, organizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), em parceria com a Microsoft. Aqui os desenvolvedores integraram tecnologias como Visual Studio 2010, Microsoft .NET 4.0, Python, OpenXML e Windows Live, entre outras, para criar uma solução cujo objetivo é estimular o ingresso e permanência de alunos no ensino público.

O Porta25 / IT News conversou com a equipe para saber mais sobre o projeto, como ele surgiu e o que a Samba Samba planeja para o Macaw daqui para frente. Confira abaixo a entrevista.

Porta25/IT News – Como e quando surgiu a ideia do projeto?
Samba-Samba – Surgiu em 2009. Íamos participar do ImagineCup daquele ano e para isso fizemos vários brainstorms de soluções que pudessem ajudar as oito metas da ONU. Então decidimos que a educação era o melhor caminho, junto com varias novas tendências e tecnologias como cloud computing, multitouch e gesture.

O que representa para vocês o fato de ter chegado à final do Prêmio de Interoperabilidade?
Significa que nossa solução pode ter seu alcance e uso estendidos para diversas plataformas, além de mostrar que usamos tecnologias e ferramentas flexíveis e de fácil customização.

O que pretendem para o projeto no futuro? Já há previsão de disponibilizá-lo comercialmente ou incrementá-lo de alguma maneira?
Pretendemos aumentar o número de funcionalidades, como a possibilidade de uso simultâneo de vários usuários pela internet. Acreditamos que para o projeto ser viável é necessário estabelecermos parcerias, sejam elas com empresas, instituições ou fundações de pesquisa (FAPESP ou outras, por exemplo).

Para vocês, qual a importância da interoperabilidade de tecnologias no atual cenário?
Hoje estamos vivendo um momento de explosão de produtos como smartphones, netbooks e tablets, mostrando que em um futuro cada vez mais existirão plataformas e hardware/devices diferentes.

Além do hardware, hoje o conteúdo (informação) tem um fluxo baseado em criação, compartilhamento e consumo. Quanto mais interoperável, mais plataformas a informação passará e mais alcance ela terá.

Comments (0)

Skip to main content