Microsoft deseja apoiar o MEC na instalação de pólos da Universidade Aberta na África


O Governo Federal, por intermédio do Ministério da Educação (MEC), pretende promover a ampliação do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) a países de língua portuguesa do continente africano. O projeto, que está sendo desenhado pelo MEC, foi um dos temas do encontro que aconteceu esta manhã em Brasília, entre o Ministro da Educação, Fernando Haddad, e Steve Ballmer, CEO mundial da Microsoft. 

A Microsoft se comprometeu a fornecer apoio financeiro ao projeto, principalmente na estruturação dos pólos de educação a distância a serem instalados no continente africano.

Além de constituir mais um importante passo na preservação da língua portuguesa e no estreitamento das relações com os países da África, a iniciativa pretende ampliar a capacitação de professores e a oferta de cursos universitários à distância para estudantes daqueles países, levando uma universidade pública e gratuita de qualidade para locais distantes e isolados.

Nova reunião entre representantes do MEC e da Microsoft a ser realizada na próxima semana discutirá os detalhes da colaboração.

Sobre o Sistema UAB

Criado pelo Ministério da Educação em 2005, a Universidade Aberta do Brasil é um sistema integrado por universidades públicas que oferece cursos de nível superior para camadas da população que têm dificuldade de acesso à formação universitária, por meio do uso da metodologia da educação à distância. O público em geral é atendido, mas os professores têm prioridade de formação, seguidos dos dirigentes, gestores e trabalhadores em educação básica dos estados, municípios e do Distrito Federal.

O Sistema UAB foi instituído pelo Decreto 5.800, de 8 de junho de 2006, para o desenvolvimento da modalidade de educação a distância, com a finalidade de expandir e interiorizar a oferta de cursos e programas de educação superior no País. Trata-se de uma política pública de articulação entre a Secretaria de Educação a Distância - SEED/MEC e a Diretoria de Educação a Distância - DED/CAPES com vistas à expansão da educação superior, no âmbito do Plano de Desenvolvimento da Educação - PDE.

O objetivo é fomentar a modalidade de educação à distância nas instituições públicas de ensino superior, bem como apoiar pesquisas em metodologias inovadoras de ensino superior respaldadas em tecnologias de informação e comunicação.

Skip to main content