Pesquisa junto a estudantes de TI visa aprimorar programas acadêmicos da Microsoft


A Microsoft lançou este ano uma pesquisa com estudantes brasileiros de cursos de Tecnologia da Informação. Com perguntas que vão desde o curso em que o jovem está matriculado até os tipos de linguagens e tecnologias ensinados, a pesquisa tem a finalidade de conhecer melhor nã apenas os estudantes, mas também os cursos em que estão matriculados. "Queremos, com base nos resultados, aprimorar a qualidade dos programas acadêmicos já existentes, bem como criar novas iniciativas", afirma Amintas Neto, gerente de setor acadêmico da Microsoft Brasil..

O executivo explica que está é a primeira pesquisa estudantil direcionada especificamente ao mercado brasileiro. "Outras pesquisas que conduzimos eram realizadas por intermédio de grandes institutos, com base em metodologias e questionários globais traduzidos para o português", conta. "Agora, esta pesquisa traz perguntas específicas para as peculiaridades do nosso mercado de trabalho e de ensino", completa.

A pesquisa é realizada junto a estudantes de cursos nos campos de ciências da computação, engenharia da computação, desenvolvimento de software, desenvolvimento de aplicativos ou cursos relacionados a sistemas de informação. Se você está atualmente matriculado em cursos nessas áreas, pode responder às perguntas até o dia 29 de abril, a partir de quando os resultados serão compilados. "A Microsoft quer conhecer melhor os estudantes brasileiros e aposta nas respostas voluntárias desses jovens", diz Amintas, acrescentando que as demais pesquisas eram sempre realizadas por telefone ou pessoalmente, mas por intermédio dos institutos especializados contratados pela Microsoft. "A resposta espontânea também apontará o interesse dos alunos pelos nossos programas", avalia.

A pesquisa é dividida em seis etapas de poucas perguntas cada, incluindo questões sobre área de formação, linguagem de programação mais utilizada, experi6encias extra-acadêmicas, entre outras, e não consome mais de dez minutos do estudante. Participe através deste link

Skip to main content