Exame 70-473: Designing and Implementing Cloud Data Platform Solutions


Semana passada fiz a prova 70-473.

70-473 Designing and Implementing Cloud Data Platform Solutions
https://www.microsoft.com/pt-br/learning/exam-70-473.aspx

 

SQL Server

Embora o título fale sobre “cloud data platform”, as perguntas foram restritas ao mundo SQL Server em diferentes cenários:

  • IAAS: Instalações do SQL Server em máquinas virtuais – A primeira dificuldade é conhecer a nomenclatura das máquinas do Azure (A, D, G), pois há várias perguntas envolvendo o tamanho da máquina e tipo do disco (HDD ou SSD). É importante conhecer as opções do Premium Azure Storage e entender como montar clusters no ambiente do Azure.
  • PAAS: Uso da plataforma do SQL Database – Esse é um modelo diferente de banco de dados, cujos recursos de hardware (CPU, memória e disco) são abstraídos pelo conceito de DTU. Nesse caso os processos de HA/DR são automatizados pelo Azure, sendo necessário apenas usar o Portal.
  • SQL DW: Dentro do Azure, existe um serviço chamado SQL Data Warehousing. A arquitetura do SQL DW se assemelha mais ao SQL PDW, sendo composto por uma série de máquinas. A grande diferença entre esse modelo e o SQL Database (PAAS) é o fato de que o processamento (CPU) e armazenamento (disco) são escalados de forma independente. Assim, é possível aumentar o poder de processamento (medido em DTW) conforme a necessidade.
  • SQL 2014: Com o SQL 2016 recém-lançado, a prova ainda cobre os recursos do SQL Server 2014 de integração com o Azure. Há questões que falam sobre hybrid-cloud, na qual é criada uma VPN entre o Azure e o ambiente On-Premise.

 

Azure

As questões abordam a interação com o banco de dados de três formas distintas:

  • Portal do Azure: Existem perguntas sobre as funcionalidades disponibilizadas pelo Portal do Azure. Por isso, é importante navegar no site e conhecer quais são as ferramentas disponíveis para diagnosticar problemas de desempenho, modificar o acesso de usuários, etc.
  • Powershell: Se você não está acostumado ao Powershell, então certamente esse será um tópico complicado. Algumas (poucas) questões mostravam o provisionamento de máquinas e rotinas de automação usando Powershell.
  • T-SQL: Esse é o bom e velho T-SQL e as DMVs. Se você conhece o Azure, então provavelmente sabe que existem restrições no SQL Database (ou SQL DW). Por exemplo, ao invés de usar o SQL Profiler, é necessário usar XEvents.

 

Tecnologias

As questões envolviam cenários interessantes:

  • Migração de dados: conheça as formas de mover os dados de um lado para o outro. Isso inclui a migração de dados entre SQL 2014 e SQL DB (bcp, BACPAC, SSMS), como também o caso tradicional de mover dados entre instâncias SQL (backup/restore, log shipping, mirrring, etc).
  • Consolidação de bancos de dados: em vários cenários de migração de ambiente On-Premise para Azure, as questões abordavam estratégia de consolidação de banco de dados. Qual o modelo ideal (IAAS ou PAAS)? Qual o tamanho de máquina ideal? Elastic pool? Qual o mecanismo de alta disponibilidade final?
  • Segurança: foram várias perguntas envolvendo os quesitos de segurança. Por isso, recomendo que saibam o básico sobre certificados, TDE, row encryption e auditoria. Adicionalmente, é importante saber configurar um firewall nos cenários de IAAS e PAAS.

 

Conclusão

A prova foi difícil. O formato da prova envolve vários cenários e, por isso, perde-se muito tempo lendo textos extensos em inglês. Tecnicamente são abordados conceitos simples, mas envolvidos em cenários complexos. Por exemplo, as perguntas de alta disponibilidade dependiam de requerimentos do usuário – que não estavam claros no texto, sendo necessário deduzir informações a partir de outros pontos.

Quer uma dica de como passar? Leia esse EBOOK gratuito:

Free ebook: Microsoft Azure Essentials Migrating SQL Server Databases to Azure | Microsoft Press blog

https://blogs.msdn.microsoft.com/microsoft_press/2016/05/11/free-ebook-microsoft-azure-essentials-migrating-sql-server-databases-to-azure/

 

Comments (5)

  1. Oi Fabricio, poderia indicar outras fontes de estudo? Além do curso na MVA e na Opsgility não consegui encontrar muita coisa. Obrigado!

    1. Infelizmente não encontrei nada para estudar para a prova em formato de vídeo. Entretanto, o livro que indiquei ao final do artigo foi a melhor fonte de estudo. A impressão foi que a prova foi escrita com base no livro. Abraços, Fabricio

      1. Obrigado Fabricio e parabéns pela aprovação! Acompanho desde há a muito tempo seu blog e a ajuda que ele me proporcionou na carreira foi fundamental. Mais uma vez, obrigado!

        1. Oi Paulo! Fico muito feliz de ouvir isso!!! Obrigado 🙂

  2. Thiago Alencar disse:

    Muito útil Gafa. Valeu

Skip to main content