DBCC DROPCLEANBUFFERS

No artigo anterior, comentei sobre a vantagem de usar o SET STATISTICS IO como ferramenta de análise de performance. Terminei o artigo o mistério: por que o número de read-ahead e logical reads não bate? O resultado esperado deveria ser:   Limpando o Buffer Bool O comando DBCC DROPCLEANBUFFERS remove as páginas do banco de…

2

SET STATISTICS IO

Há 20 anos quando comecei a estudar banco de dados, imaginava que o SQL era uma caixa-preta. Bastava inserir os dados e não precisaria me preocupar mais. Eu era um desenvolvedor sem conhecimento de banco de dados. Para relembrar esse cenário, vou criar um banco de dados chamado LOJADB usando um pendrive (meu storage de…

3

Checklist: Performance do Servidor (SQL)

Podemos criar um breve checklist sobre como validar a infraestrutura de um servidor SQL usando o Performance Monitor. Artigo complementar: Checklist: Performance do Servidor (Windows) Desafio: Analisando Servidor com Perfmon O primeiro passo na análise do SQL Server no Performance Monitor é criar um baseline inicial para caracterizar a carga. Depois, complementamos com informações sobre…

2

Checklist: Performance do Servidor (Windows)

Podemos criar um breve checklist sobre como validar a infraestrutura de um servidor SQL usando o Performance Monitor. Artigo complementar: Checklist: Performance do Servidor (SQL) Desafio: Analisando Servidor com Perfmon A análise da infraestrutura sob a ótica do Windows é dividida nos seus principais recursos: CPU, memória, storage e rede. CPU Monitoração do consumo de…

1

Perfmon: Monitorando o Storage

O principal recurso de um banco de dados é o storage, pois é lá onde os dados ficam armazenados. Antigamente o storage eram discos SCSI conectados ao servidor. Hoje os discos ficam escondidos atrás de várias camadas de virtualização: Discos SCSI/SAS/FC estão associados a um Arrays de Disco Arrays de disco ficam conectados a uma…

12