Antes da Internet, as atualizações como service packs e “patches” eram praticamente impossíveis de se obter. Você encomendava a “mídia” de atualização ou comprava uma revista que
incluía um CD. Naturalmente, a Internet mudou tudo isso. Na verdade, quando o
ftp.microsoft.com foi configurado
pela primeira vez, entre os primeiros serviços estava a capacidade de obter atualizações para o MS-DOS e o Windows. Com a introdução do Windows Update, investimos pesado no
desenvolvimento não apenas de um serviço de fornecimento de software, mas também no compromisso de fornecer atualizações de alta qualidade em tempo hábil. Levou algum tempo para que os
clientes passassem a confiar nessas atualizações automáticas e temos orgulho de termos chegado tão longe. Hoje o Windows Update é um dos maiores serviços na Internet, sob vários aspectos
e, é claro, estamos usando o desenvolvimento do Windows 8 como uma oportunidade de melhorar a experiência das atualizações de produtos também. Esta postagem foi escrita por Farzana
Rahman, gerente de programas do grupo do Windows Update.
–Steven

Quando se trata do Windows Update, um dos tópicos mais discutidos é o transtorno das reinicializações no curso da atualização automática. E por uma boa razão — as reinicializações
podem interromper alguma tarefa importante que você estiver executando.

A primeira pergunta óbvia é: por que a instalação de atualizações requer reinicialização? O ideal seria que todas as instalações de atualizações ocorressem tranquilamente em segundo
plano, sem reinicialização. Mas é verdade que existem situações em que o instalador não pode atualizar arquivos porque eles estão em uso. Nesses casos, precisamos reiniciar o computador
para concluir a instalação. A experiência de atualização automática precisa lidar com casos em que as reinicializações são necessárias.

Sabemos que esse desafio de arquitetura gera frustração tanto para administradores quanto para usuários finais, mas isso representa o avanço do Windows. É importante compreender que,
em muitas atualizações, mesmo que você possa continuar executando o código já existente na memória, esse próprio código é uma vulnerabilidade de segurança (por exemplo), portanto, o risco
à segurança (ou à confiabilidade) do computador continuará até que ele seja reiniciado. Vamos continuar trabalhando nisso. Enquanto isso, os aplicativos que oferecem suporte ao Windows Restart Manager (introduzido no Windows Vista) podem retomar exatamente o
ponto em que você parou após uma reinicialização.

Neste blog, eu quero falar sobre alguns dos aperfeiçoamentos que estamos fazendo na experiência de atualização automática no Windows 8, que tornarão as reinicializações um pouco menos
inconvenientes.

Primeiro, vejamos alguns fatos relacionados ao Windows Update

Hoje, o Windows Update (ou WU, como chamamos na equipe) atualiza mais de 350 milhões de PCs com o Windows 7 em execução e mais de 800 milhões de PCs em todas as plataformas Windows com
suporte. Na verdade, há muito mais PCs atualizados pelo WU indiretamente, se considerarmos o Windows
Software Update Server
e os computadores (ou clientes) que fazem todas as atualizações manualmente por diversos motivos.

Desde a sua origem, há mais de uma década, a experiência do Windows Update evoluiu bastante para se adaptar a um ecossistema em constante mudança, especialmente às mudanças de
exigências relacionadas à segurança. O Windows Update tem sido muito bem-sucedido na atualização de PCs a tempo de ficar à frente de exploits de grande escala contra o Windows.

Desde a introdução da atualização automática, temos trabalhado constantemente para reduzir o tempo de distribuição de novas atualizações a todos que usam o WU. O gráfico abaixo (figura
1) ilustra a rapidez com que os downloads e as instalações ocorrem no Windows 7, no momento do lançamento de uma atualização. A velocidade de cada download é principalmente determinada
pela conectividade do PC com a Internet, algo sobre o qual o WU não tem controle, assim, é interessante notar abaixo que grande parte da atividade de atualização ocorre nos primeiros três
dias após a liberação. Esse número de três dias é um ponto ao qual eu voltarei quando falarmos sobre os aperfeiçoamentos no Windows 8.

Em uma semana, 90% dos usuários do mundo todo que necessitam da atualização concluíram com êxito a instalação, incluindo a reinicialização, com o número de instalações achatado depois
disso.

O gráfico de barras mostra 70% de downloads ainda não </p>
<p>instalados no primeiro dia, 35% no segundo dia, cerca de 15% no terceiro dia e a redução gradativa. Os downloads e instalações concluídos iniciam com 5% a 10% no primeiro dia, 60% a 70% </p>
<p>no terceiro dia, e chega perto de 90% no sétimo dia.

Figura 1 – Download e instalação a partir da liberação da atualização

O balanço da extensão e da rapidez da nossa atualização provou ser benéfico para os usuários até o ponto de a atualização ser principalmente vista como uma tarefa de manutenção em
segundo plano (e é exatamente isso!), já que quase 90% dos usuários optam pela atualização automática do Windows 7. São 90% do total da base de usuários nos informando que devemos
instalar automaticamente as atualizações sem mostrar notificações nem solicitar confirmação.

 

Windows 7

Instalar atualizações automaticamente

89,30%

Notificar antes de instalar

2,38%

Notificar antes do download

3,44%

Nunca verificar se há atualizações

4,88%

Figura 2 – Uso de vários modos de atualização automática

Atualização automática e reinicialização do Windows 7

A próxima pergunta lógica é sobre qual é a experiência de instalação para as pessoas que optaram pela instalação automática de atualizações. A seguir, os dados coletados anonimamente
pelo WU dão uma ideia dos vários modos de instalação para os que optaram pela instalação automática.

O gráfico de pizza ilustra: Interativo: 31%; Instalação na hora </p>
<p>programada: 30%; Instalação no desligamento: 39%.

Como você pode ver, há três categorias principais de instalação automática de atualização. Eis o que aprendemos ao analisarmos cada categoria.

Instalação no desligamento – A maior parte dos usuários de atualização automática (39%) está atualizando ao desligar seus sistemas. Para esses usuários, não há reinicialização
automática porque o sistema pode concluir todas as etapas da instalação durante o desligamento. Essa é a experiência menos interruptiva para os usuários, queremos “pegar carona” sempre
que pudermos nos desligamentos iniciados pelo usuário, em vez de incomodar os usuários com uma reinicialização separada.

Instalação na hora programada – Para os 30% de usuários que programam atualizações automáticas, as instalações iniciam na hora programada (o padrão é 3 horas da manhã no fuso
horário da localização do PC) ou na próxima vez que o usuário fizer logon (se perdermos a das 3 horas). O WU conclui automaticamente as reinicializações necessárias para finalizar a
instalação. Para garantir que você tenha a oportunidade de salvar algum arquivo e dados importantes antes da reinicialização, mostramos um temporizador de 15 minutos com contagem
regressiva antes da reinicialização.

Uma caixa de </p>
<p>diálogo do Windows 7 informa: Reinicie o computador para concluir a instalação de atualizações importantes. O Windows não pode atualizar arquivos e serviços importantes enquanto o sistema </p>
<p>estiver usando-os. Não esqueça de salvar seus arquivos antes da reinicialização. Reinicializando em: 14 min, 27 s, Opção: Lembre-me em: 10 minutos. Botões: Reiniciar agora / Adiar

Permitir que as reinicializações ocorram sem a interação do usuário nos ajudou a atualizar rapidamente grande parte do ecossistema do Windows com atualizações essenciais. Em média, no
prazo de uma semana da liberação de uma atualização crítica, 90% dos PCs instalaram a atualização (veja a Figura 1). Por outro lado, esse comportamento de reinicializações automáticas
teve consequências indesejadas para o usuário. As reinicializações podem ocorrer sem aviso, mensalmente ou com maior frequência se houver uma atualização fora de banda. Essa
imprevisibilidade pode resultar possivelmente em perda de dados do usuário. A maioria das instalações automáticas e as reinicializações subsequentes acontecem às 3 horas da manhã, quando
os usuários não estão por perto para salvar algum trabalho importante. Ouvimos várias histórias penosas de usuários que retornam aos seus PCs de manhã e descobrem que ocorreu uma
reinicialização e que alguns dados importantes foram perdidos. Em outros casos, o usuário não perde dados, mas precisa recomeçar um trabalho que já estava na metade (por exemplo, uma
tarefa de cópia longa).

Instalação interativa – Ficamos surpresos ao ver que 31% dos usuários instalam atualizações de forma interativa; desses 31%, aproximadamente 20% selecionaram a instalação
automática, mas interferiram manualmente. O WU fornece uma notificação pop-up informando quando as atualizações estão disponíveis, caso você tenha selecionado a instalação automática. As
notificações captam claramente a atenção das pessoas, elas clicam na notificação e instalam as atualizações interativamente. Mas na verdade, isso reforça um comportamento indesejado. Se
você se inscreveu para obter atualizações automáticas, não precisa se aborrecer instalando interativamente uma atualização toda vez que há uma disponível. A maioria das instalações ocorre
silenciosamente em segundo plano, e o WU deve notificá-lo apenas sobre ações críticas (por exemplo, uma reinicialização pendente). Isso também atende aos comentários dos clientes, que nos
contam que acham confusas as notificações constantes. A expectativa deles, quando optam pela atualização automática, é que a atualização ocorra automaticamente. Parece ser o caso de
quando as pessoas estão no controle da experiência do PC realmente resultar em informações demasiadas e, por fim, o preço de estar no controle é uma sensação de perda de controle.

Com essas lições aprendidas, começamos a definir uma experiência melhor de atualização automática e reinicialização para o Windows 8.

Superando o desafio da atualização e reinicializações

A pergunta para nós da equipe do WU é sempre “Qual é a melhor forma de atualizar rapidamente o PC sem sermos invasivos para o usuário?” Essa é uma pergunta difícil de responder,
não há uma resposta simples.

O desafio que enfrentamos foi encontrar o equilíbrio entre atualizar com rapidez e avisar o usuário sobre as reinicializações seguintes. É evidente que a atualização e a proteção do PC
antes que as vulnerabilidades possam ser exploradas são mais importantes do que nunca. No entanto, queremos também proporcionar uma experiência melhor para lidar com reinicializações e
evitar perda de dados, sem comprometer a nossa meta de atualização pontual.

Os princípios de orientação que usamos até o fim para desenvolver a experiência foram

  • A experiência de atualização automática não é invasiva para os usuários, mas os mantém cientes de ações críticas
  • Minimizar reinicializações e torná-las mais previsíveis
  • Continuar mantendo o PC e o ecossistema atualizados e protegidos a tempo

Windows Update e as reinicializações no Windows 8

Com base nesses princípios, fizemos os aperfeiçoamentos apresentados a seguir na experiência do Windows 8.

O WU consolidará todas as reinicializações do mês, sincronizando-as com a liberação mensal de segurança. Isso significa que o PC apenas será reiniciado quando as atualizações de
segurança forem instaladas e exigirem uma reinicialização. Com esse aperfeiçoamento, não importa quando as atualizações que exigem reinicializações sejam liberadas no mês, já que essas
reinicializações esperarão a liberação de segurança. Como as atualizações de segurança são liberadas em um único lote na segunda terça-feira de cada mês, haverá basicamente uma
reinicialização por mês. Essa simplificação ajuda de três maneiras: mantém o sistema protegido a tempo, reduz reinicializações e torna as reinicializações mais previsíveis.

Há uma exceção para a regra de esperar a liberação de segurança mensal, é o caso da atualização de segurança crítica para correção de uma vulnerabilidade como a de worm (por exemplo,
Blaster worm). Nesse caso, o WU não vai esperar, vai se adiantar e baixar, instalar e reinicializar automaticamente. Mas isso só acontecerá quando a ameaça à segurança for realmente
calamitosa.

O WU notifica você sobre as próximas reinicializações automáticas. Vamos supor que o WU já tenha detectado, baixado e instalado as atualizações de segurança e requeira uma
reinicialização. O Windows Update o notificará de uma reinicialização automática futura por uma mensagem na tela de logon que será exibida durante três dias. Como a maior parte da
atividade de atualização ocorre nos primeiros três dias da liberação de cada atualização [veja a Figura 1], queremos dar-lhes três dias para você mesmo fazer a reinicialização de acordo
com sua conveniência. Você reiniciará selecionando “Atualizar e desligar” ou “Atualizar e reiniciar” na tela de logon, ou indo para o Windows Update no Painel de controle. Você não verá
mais nenhuma notificação pop-up nem caixas de diálogo sobre reinicializações pendentes. Em vez disso, a mensagem aparecerá em um local mais visível e apropriado (tela de logon). O uso da
tela de logon tornou-se onipresente, até em ambientes domésticos, já que mais e mais computadores tornaram-se portáteis.

Aqui está a visão da linha do tempo dessa experiência:

1.  É exibida uma mensagem sobre a reinicialização futura na tela de logon durante três dias ou até o PC ser reiniciado (o que ocorrer primeiro). Isso significa que
agora você tem três dias para reiniciar o PC de acordo com sua conveniência. Tudo o que você precisa fazer é verificar a tela de logon uma vez em três dias para ler a mensagem sobre a
reinicialização futura e, por padrão, a tela de travamento será exibida após 15 minutos de inatividade.

A mensagem próxima ao botão de energia informa: Windows Update, Seu PC será reiniciado em 2 dias para finalizar a instalação das atualizações.

2.  Além da notificação de reinicialização na tela de logon, as opções de energia na tela de travamento mudarão para “Atualizar e reiniciar” imediatamente após a
atualização, e incluirão “Atualizar e desligar” no segundo e terceiro dias, para que a mensagem fique mais evidente para você. Isso permite que você reinicie o PC de acordo com sua
conveniência.

Opções de energia: Suspender, Desligar, Atualizar e </p>
<p>reiniciar.

Opções de energia: Suspender, Atualizar e desligar, </p>
<p>Atualizar e reiniciar.

3. Se depois de três dias, a reinicialização ainda não tiver ocorrido, o WU o fará automaticamente em seu PC. Nesse caso, a reinicialização automática acontecerá no
final do período de três dias, para evitar perda de dados, se o WU detectar aplicativos críticos abertos no final do período de três dias, esperará até a próxima vez que você fizer logon
para reiniciar automaticamente. Eu vou tratar desse comportamento mais detalhadamente na próxima seção.

Seu PC será reiniciado em 13 minutos e 28 segundos. Reiniciar/Fechar

4. Após a reinicialização, a mensagem na tela de logon desaparecerá e as opções de energia voltarão ao original. Sabemos que os usuários desejam que o Windows faça
logon automaticamente após a reinicialização, mas recomendamos veementemente que isso não ocorra, dados os possíveis problemas de segurança nessa configuração.

Suspender, Desligar, Reiniciar

Adiar a reinicialização automática se houver possibilidade de perda de dados. Se o PC atingir o prazo de três dias e ainda precisar de reinicialização automática, o WU apenas
reiniciará automaticamente o computador se não houver nenhuma possibilidade de perda de dados do usuário. Isso significa que, se você não estiver em seu PC (por exemplo, o PC está
bloqueado), se houver aplicativos em execução em segundo plano ou se houver trabalho não salvo, o WU adiará a reinicialização automática até a próxima vez que você retornar ao computador
e fizer logon. No logon, o sistema solicitará que você salve o trabalho e exibirá um aviso de que o computador será reiniciado dentro de 15 minutos.

Assegurar o mínimo de interrupção da atividade do usuário. A exibição de uma notificação de reinicialização ou de caixa de diálogo pop-up no meio de uma apresentação importante,
em um jogo ou em um filme, no mínimo não é uma situação agradável. Se você estiver em modo de apresentação, jogando um jogo ou assistindo a um filme em tela cheia, o WU detectará esse
estado ao tentar reiniciar automaticamente o seu PC e adiará a reinicialização até a próxima oportunidade ou a próxima vez que você fizer logon no PC.

A experiência dos usuários de negócios. Para os PCs com configuração empresarial, se não houver nenhuma política definida pelo administrador de TI, a experiência de atualização
será exatamente igual à experiência de usuários domésticos. No entanto, um administrador de TI pode definir uma política para impedir a reinicialização automática após instalações
automáticas (exatamente como no Windows 7). Se essa política for definida, não haverá contagem regressiva de três dias nem reinicialização automática. Em vez disso, os usuários verão uma
mensagem na tela de logon indicando que o PC precisa ser reiniciado e essa mensagem persistirá até que aconteça a reinicialização. Ela informa os usuários da necessidade de uma
reinicialização, mantendo-os no controle de quando isso será feito.

Windows Update, seu PC precisa ser reiniciado para concluir a instalação das </p>
<p>atualizações de segurança.

A experiência de usuários no “modo de notificação”. Além disso, quero tratar da experiência de usuários que optaram pela notificação antes de download e de instalação de
atualizações (5,82% da base de usuários do WU da Figura 2). Para um usuário nesse “modo de notificação”, será exibida uma mensagem na tela de logon. Se você optou por ser notificado antes
de download de atualizações, verá uma mensagem na tela de logon com o texto “Atualizações importantes prontas para serem instaladas” quando as atualizações estiverem prontas para
download. Se você optou por ser notificado antes da instalação, verá a mesma mensagem na tela de logon depois que as atualizações forem baixadas, mas antes de serem instaladas. Em ambos
os casos, será exibida a mensagem sobre uma reinicialização pendente na tela de logon, visto que a instalação não é automática.

Windows Update, atualizações importantes prontas para serem instaladas.

Cumulativamente, esses aperfeiçoamentos nos ajudam a alcançar o equilíbrio que buscamos no Windows Update – manter o PC (e ecossistema do PC) atualizado, sem uma experiência invasiva.

E quanto a atualizações de aplicativos de terceiros?

Por último, mas não menos importante, vamos tratar dos comentários de usuários que querem que o WU atualize aplicativos de terceiros. Claramente, as pessoas não acham ideal a
experiência com vários atualizadores no sistema (e nós concordamos!) Cada atualizador de aplicativo oferece uma experiência diferente, você precisa lembrar-se de visitar cada atualizador
para instalar atualizações, nunca sabe quando ou como os atualizadores serão executados e o que eles vão fazer, e assim por diante. Os usuários querem um atualizador para todo o sistema.
Por outro lado, os usuários nos informaram que confiam na qualidade das atualizações distribuídas pelo WU e, por isso, sentem-se à vontade para optar pela atualização automática de seus
sistemas. Nós não gostaríamos de fazer algo que reduzisse a confiança no sistema, estimulando os usuários a assumir essa tarefa de gerenciamento manualmente e expor seus PCs a possíveis
vulnerabilidades mesmo que por períodos breves.

Pelo WU e pela opção do “Microsoft Update” (aceitar), oferecemos também atualizações para produtos Microsoft e para drivers de dispositivo de terceiros, com um conjunto comum de
ferramentas de configuração para cada. Todas essas atualizações são cuidadosamente filtradas e devem aderir às convenções do Windows para atualizações relativas à reversão e recuperação e
ao impacto do sistema geral. Por exemplo, os drivers que publicamos pelo Windows Update passam por testes executados pelo Programa de logotipo do Windows para hardware que, depois de validar as atualizações, as indicam para autenticação. E estamos
trabalhando continuamente para aprimorar o sistema de validação para entregar drivers melhores de qualidades superiores. A grande variedade de mecanismos de entrega, ferramentas de
instalação e abordagens gerais para atualizações de toda gama de aplicativos tornam impossível enviar todas as atualizações por esse mecanismo. Por mais frustrante que possa ser, isso é
também uma parte importante do ecossistema que não podemos apenas revisitar para a base instalada de software.  

Entretanto, como discutimos na conferência //build/, o novo Windows Store fornecerá uma loja concentrada (gratuito e pago)
para aplicativos de estilo Metro, com um serviço integrado de atualização para ajudar a assegurar que os aplicativos sejam mantidos de maneira consistente. Em virtude do processo
minucioso desses aplicativos e do compromisso dos desenvolvedores de entregar valor ao clientes, podemos trazer para você esse aperfeiçoamento. Veremos mais sobre esse tópico nas
postagens futuras, assim que o Store ficar disponível publicamente para você poder testar.

Esperamos seus comentários.

Farzana